Páginas

sábado, 4 de julho de 2009

Um Grito Desesperado


۩۞۩๑๑۩۞۩๑๑۩۞۩๑๑۩۞۩๑๑۩۞۩๑๑۩۞۩
Oh! vento que sopra
leva pra longe o tempo restante
Oh! lua que ilumina
escuridão sufocante
Leva pra perto de ti
O meu medo constante
De viver sempre assim
Na sombra do restante
Do que já existiu
Do que já foi criado
Pois não sendo errado
Meu sombrio passado, pesado
Não aguento este fardo
De horrores e temores
Dos jardins sem flores
Dos sonhos sem serem acalentados
Só mas um grito desesperado.
۩۞۩๑๑۩۞۩๑๑۩۞۩๑๑۩۞۩๑๑۩۞۩๑๑۩۞۩

Nenhum comentário:

Postar um comentário