Páginas

sábado, 4 de julho de 2009

Um Espírito Exorcisado


۩۞۩๑๑۩۞۩๑๑۩۞۩۩۞۩๑๑۩۞
Quem é você
Que perturba a minha alma
E que fala do meu lamento.
Quem é você que exorciza
A minha calma
E que acalenta o meu sofrimento.

Até mesmo na tenebrosa escuridão
Acalmaste o espírito inquietante
E com desprezo que clamei na imensidão
A morte me deu um beijo inquietante.

Que por várias vinganças
Atormentastes a minha desonra
Amedrontado-me com os seus sussurro
não ignore o meu desespero volte,
eu imploro, volte
Para minha vida
Sem atormentar as nossas angustias.
۩۞۩๑๑۩۞۩๑๑۩۞۩۩۞۩๑๑۩۞

Nenhum comentário:

Postar um comentário